Suporte

Suporte ao Usuário

Como posso te ajudar?


Atualmente, utilizando o Meu SUS Digital, o cidadão tem acesso ao seu histórico de vacinas, sua Carteira Nacional de Vacinação, resultado de exames COVID-19 realizados, medicamentos prescritos e dispensados, atendimentos realizados, orientações sobre doação de sangue e acompanhamento, candidatos a receber transplante, posição e status na lista de espera de procedimentos de saúde.

Os cidadãos poderão consultar os serviços de saúde mais próximos à sua localização e consultar a melhor rota. No catálogo dos serviços de saúde estão: Hospitais; Postos de Saúde; Serviços de Urgência; Aqui tem Farmácia Popular; Maternidades; Centros de Serviço Psicossocial; Academias de Saúde e Unidades de Saúde Bucal, estabelecimentos que atendem pessoas com doenças raras.

Ademais, o Meu SUS Digital disponibiliza informações sobre campanhas do Ministério da Saúde, informações sobre o Sistema Único de Saúde (SUS) e disponibiliza o número do Cartão Nacional de Saúde para cada usuário.

NOTA: Para somar forças na luta contra a pandemia da COVID-19, o Meu SUS Digital foi reorientado a priorizar o recebimento, disponibilização e compartilhamento de informações para auxiliar cidadãos, profissionais de saúde e gestores no combate ao novo Coronavírus. Neste sentido, os resultados dos exames de diagnóstico da COVID-19, o Certificado Nacional de Vacinação COVID-19 recebidas e a Carteira Nacional de Vacinação estão disponíveis para os cidadãos.

O Certificado Nacional de Vacinação Covid-19 já está disponível no Meu SUS Digital em três idiomas: português, inglês e espanhol.
Para escolher o idioma:

1. Acesse a opção “Vacinas”

2. Escolha a opção “Suas vacinas de Covid-19” e clique em "Exportar documento"

3. Na parte superior da tela aparecerá a bandeira do Brasil junto a sigla BRA clique ou aperte neste ícone e será exibida uma lista com os idiomas Português, Inglês e Espanhol.

4. Selecione um dos idiomas e aperte no ícone ao lado “PDF”

5. Se deseja o documento em papel, escolha uma impressora ou aplicativo para onde deseja compartilhar o arquivo com seu certificado de vacinação covid-19

Minha vacina não aparece no aplicativo Meu SUS Digital. O que devo fazer?

Para responder essa pergunta, antes precisamos entender todo o processo vacinal:

a) O cidadão recebe a vacina em um dos postos de vacinação;
b) O profissional do local da vacinação preenche o Cartão de Vacinação em papel e entrega para o cidadão;
c) O profissional do local de vacinação, ou das secretarias de saúde, registra os dados em um sistema de informação integrados ao Ministério da Saúde;
d) Em até 10 dias após o envio dos registros, estes dados estarão disponíveis no Meu SUS Digital.

Quais os possíveis cenários da ausência:

1º cenário: O profissional de saúde ainda não registrou os dados no sistema.

2º cenário: Os dados já foram registrados no sistema, mas ainda não foram enviados para o Ministério da Saúde.

3º cenário: Os dados já foram enviados, mas possui algum erro de informação.

Quais os possíveis erros:

a) CNS duplicado no cadastro do SUS.

• O cidadão deverá se dirigir a unidade de saúde que tomou a vacina e solicitar a unificação dos seus registros do Cartão Nacional de Saúde (CNS).

b) Dados do cidadão divergente com da Receita Federal.

• O cidadão deverá se dirigir a unidade de saúde mais próxima e solicitar a atualização do seu CNS com os dados da Receita Federal.

Importante: Ao se dirigir para uma unidade de saúde para solicitar a correção de um registro, confira com o integrador se o CNS no qual a da vacina foi registrada é o mesmo que aparece em seu Meu SUS Digital.

Quem é responsável pelo envio das informações?

O cadastramento dos seus dados de vacinação, inclusive contra a COVID-19, é realizado pelo estabelecimento de saúde que administrou a sua vacina.
Os dados são enviados ao Meu SUS Digital através da Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS) do Ministério da Saúde.

Quem é responsável pela correção e reenvio das informações?

O posto ou unidade de saúde que administrou sua vacina. Após a correção, solicite o reenvio.

Compete ao gestor local de saúde a correção de dados incompletos, inexatos ou desatualizados, requisitada pelo cidadão. O cidadão tem direito a correção de informações, conforme Inciso III do Art. 18 da Lei nº 13.709/2018, Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais e Portaria GM/MS nº 69, de 14 de janeiro de 2021, disponível em:

https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-gm/ms-n-69-de-14-de-janeiro-de-2021-299306102

Os Resultados de Exame Laboratorial COVID-19 são enviados pelos laboratórios a partir da integração com a Rede Nacional de Dados em Saúde (RNDS). A visualização das informações no Meu SUS Digital é disponível após o devido envio destes dados.

Caso identifique algum erro ou ausência de informação, orientamos que entre em contato diretamente com o laboratório identificado no resultado apresentado noMeu SUS Digital, e solicite a retificação das informações ao Ministério da Saúde, conforme estabelecido pela Portaria GM/MS nº 1.046, de 24 de maio de 2021, disponível em: https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-gm/ms-n-1.046-de-24-de-maio-de2021-321789506

O Meu SUS Digital, assim como outros serviços digitais fornecidos pelo governo federal, faz uso da autenticação fornecida Gov.Br. Essa é uma iniciativa do governo federal para unificar os acessos do cidadão. Todas as contas de usuários têm a sua validação realizada por verificação do CPF na base cadastral da Receita Federal.

Orientamos que caso esteja com dificuldade para acessar

1 - Abra o link: https://atendimento.servicos.gov.br/

2- Preencha as informações para autorizar a alteração de dados cadastrais

- NOME;
- CPF;
- E-MAIL;

3 - Em "serviço" selecione "Certificado de vacinação"

4 - Há dois campos para que você possa anexar seus arquivos de fotos.

1º: Uma auto fotografia (selfie) segurando o Documento de Identificação. Lembrando que vale tirar o documento daquele plástico;

2º: Uma foto do Documento de Identificação (frente e verso);

Ps: É essencial que tanto a selfie como os documentos pessoais estejam legíveis (verifique se você consegue lê os dados na foto), pois se não estiverem, a requisição poderá ser devolvida.

5 - Com todas as etapas acima feitas, clique em "Enviar solicitação".

Isto irá gerar um número de protocolo para você, use para consultar a situação da sua requisição.

Os campos nome, sexo e nacionalidade são consumidos do sistema CadSUS Web, onde, a partir do Cartão Nacional de Saúde – CNS, são validadas as informações disponíveis na Receita Federal. Nesse sentido, as alterações de erro de campos de identificação não poderão ser corrigidas diretamente nas plataformas do Meu SUS Digital.

Para a correção desses dados, o cidadão deverá atualizar as informações na Receita Federal e/ou solicitar junto aos estabelecimentos de saúde através do CadSUS Web. As Secretarias de Saúde dos municípios possuem autonomia para realizar as atualizações ou correções dos dados, efetuar vinculações de cadastros, dentre outros, sendo, inclusive, as unidades primariamente legítimas para validação das informações e atualizações destas no CADSUS. Assim que a atualização tenha sido realizada, os dados passarão a ser apresentados no Meu SUS Digital.

Ressaltamos que conforme a Lei Geral de Proteção de Dados, Lei nº 13.709, de 14 de agosto de 2018, é direito do titular de dados pessoais obter, a qualquer momento e mediante requisição, a correção de dados incompletos, inexatos ou desatualizados.

Informamos ainda, que o SUS disponibiliza o Disque Saúde 136 para um atendimento especializado, onde estas e outras informações podem ser fornecidas durante o atendimento, tornando mais rápida a obtenção das respostas desejadas.

De forma complementar, seguem os canais de acesso ao Disque Saúde, que podem ser utilizados por quaisquer cidadãos, da área relativa ao CADSUS/CNS:

• Acesso telefônico direto CADSUS/CNS: 0800 941 3050
• Central de atendimento telefônica: ligue para 136, opção 8, opção 5
• e-mail: suporteCNS@saude.gov.br

As ligações para os telefones mencionados são GRATUITAS.

Recentemente, a Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à COVID-19 expediu a NOTA TÉCNICA Nº 66/2021-SECOVID/GAB/SECOVID/MS, em complemento a Nota Técnica nº 52/2021-SECOVID/GAB/SECOVID/MS, autorizando que os serviços de vacinação realizem os registros dos vacinados voluntários de ensaios clínicos e brasileiros ou estrangeiros que tomaram vacina no exterior, reconhecidas no Brasil e aprovadas pela ANVISA.

Esta integração será feita a partir das Unidades Básicas de Saúde, por meio do sistema e-SUS APS (Atenção Primária à Saúde). Os profissionais de saúde poderão transcrever as vacinas administradas fora do Brasil, desde que os imunobiológicos tenham sido autorizados pela ANVISA.

Ressaltamos que, não será possível a emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19 se o esquema primário de vacinação nacional (1ª e 2ª dose) não houver sido administrado no Brasil. As informações de vacinas administradas no exterior ficarão disponíveis apenas na Carteira Nacional de Vacinação.

Informamos que todos os postos de vacinas, independentemente do local de vacinação, são vinculados a uma Unidade Básica de Saúde, onde são registrados os imunobiológicos administrados e consequentemente, enviados para Rede Nacional de Dados em Saúde.

Desta forma, para resolução do problema, é necessário identificar junto ao local que você tomou a vacina, qual a Unidade Básica de Saúde que você deve solicitar a segunda via e envio da informação à Rede Nacional de Dados em Saúde. Salientamos que após o envio da informação, em até 10 dias a informação estará disponível no Meu SUS Digital.

Informamos que já é possível a visualização de medicamentos no aplicativo Meu SUS Digital. Ressalta-se, que são apenas medicamentos oriundos da base de dados do Sistema Nacional de Gestão da Assistência Farmacêutica (Horus) e do Programa Farmácia Popular do Brasil (PFPB).

A numeração dos cartões se baseia no grau de qualidade dos cadastros. Os cartões iniciados com o numeral 7 são os que tem o melhor grau de qualidade. Provavelmente, ao complementar as informações de seu cadastro, foi gerado uma nova numeração iniciada com 7, que passou a ser seu Cartão Principal. Ao se cadastrar no Meu SUS Digital, o mesmo selecionou o cartão com maior grau de qualidade (o aplicativo não gera novas numerações, utiliza as que já existem no sistema). 

Para utilizar a funcionalidade no Meu SUS Digital, a Secretaria de Saúde do seu município deverá ativar no e-SUS APS (Sistema da Atenção Primária em Saúde) o agendamento de consultas. A partir dessa ação, os profissionais deverão
disponibilizar o acesso a escala de trabalho para agendamento.

Informamos ainda, que o Sistema Único de Saúde (SUS) é descentralizado e a decisão de utilizar ou não a funcionalidade de agendamento de consultas cabe aos gestores de saúde no âmbito municipal, estadual/distrital.